Meu carrinho Meus pedidos
Home Cadastro EmpresaComo comprarPagamento e envioSegurançaFAQDicasRevenda Fale conosco
Buscar

NOVIDADES (83)

Acessórios Sensuais

Anéis vibradores e retardadores de ejaculação (11)

Bolinhas de Pompoar e Bolinhas Tailandesas (14)

Capas penianas (10)

Cintos para próteses e vibradores (7)

Pétalas de rosas afrodisíacas (1)

Afrodisíados e Energéticos

Bebidas afrodisíacas e energéticos (4)

Perfumes afrodisíacos de Feromônio (15)

Banhos Aromatizados

Cristais, sais, espumas de banho (12)

Bomba para aumento peniano/ desenvolvedor e estimulador

Aparelhos penianos (4)

Bomba Peniana Elétrica (2)

Bomba Peniana, seios e clitóris (10)

Bonecas Infláveis

Bonecas Infláveis (3)

Calcínhas Comestíveis

Calcinhas comestíveis (7)

Tapa sexo / Cuecas e capas comestível (3)

Cestas eróticas e sensuais

Cestas Eróticas (4)

Cosméticos Íntimos

Bolinhas Cápsulas de Óleo (9)

Gel Adstringente vaginal (6)

Gel Comestível para Sexo Oral (17)

Gel dessensibilizante para Sexo Anal (7)

Gel Eletrizante ou Vibrador (2)

Gel Excitante Feminino (9)

Gel Excitante Unisex (6)

Gel Retardante de Ejaculação e Prolongador de Ereção (8)

Lubrificantes íntimos (13)

Óleo e pó para massagem (13)

Sabonete Íntimo (4)

Sais de Banho (0)

Vela hidratante beijável (comestível) (7)

Cuecas Boxer e Cuecas Sunga

Cuecas G (11)

Cuecas M (9)

Cuecas P (13)

Cursos de Sensualidade e Sedução

Cursos (2)

Fantasias Eróticas

Fantasias Eróticas Femininas (103)

Fantasias Eróticas Masculinas (17)

Macacões, Macaquinhos e Bodys Sensuais (10)

Mini Fantasias (10)

Jogos eróticos e brincadeiras

Brincadeiras de Adultos (25)

Jogos de Adultos (21)

Kit para revenda 30%

Kit para revenda 30% (1)

Kits , Incenso e Odorizadores

Incensos e velas (6)

Lingeries Sensuais

Body's Eróticos (37)

Calcinha SEXY (196)

Conjunto SEXY (17)

Conjuntos e camisolas (21)

Soutiens SENSUAIS (2)

Masturbadores e Vaginas

Ovo / Egg (2)

Vaginas em Silicone e Látex (13)

Meias calça

7/8 com renda siliconada (1)

Pênis realísticos e Plugs

Pênis - Anel Companheiro (10)

Pênis com Escroto (26)

Pênis com Ventosa (13)

Pênis com Vibrador Interno (15)

Pênis Gigante (1)

Pênis realisticos, duplos (42)

Plug Anal (13)

Preservativos / Camisinhas

Preservativos / Camisinhas (13)

Produtos Eróticos Importados

Lançamentos (12)

We Vibe (1)

PROMOÇÕES

SUPER PROMOÇÃO (3)

Sado Masoquismo

Algemas Eróticas, vendas e Tapa olhos (20)

Chicotes, chibatas, máscaras e coleiras (15)

Mordaças (2)

Vibradores

Vibrador Butterfly (9)

Vibrador na prótese (11)

Vibrador Personal - Bastão (4)

Vibradores clitorianos - Bullet (13)

Vibradores especiais (26)

Vibradores Linha Luxo (3)

Vibradores ROTATIVOS (8)

Redes de relacionamento
Destaques
De R$ 99,00
por R$ 92,90
(economia de R$ 6,10)
De R$ 42,90
por R$ 39,90
(economia de R$ 3,00)
De R$ 391,60
por R$ 274,10
(economia de R$ 117,50)
De R$ 22,90
por R$ 19,90
(economia de R$ 3,00)
De R$ 94,90
por R$ 89,90
(economia de R$ 5,00)

Dicas

Segue abaixos algumas dicas e curiosidades coletadas e dedicadas aos nossos leitores, escolha o tema e clique para ler.
 
 

 
A sexualidade vista em diversas partes do mundo.
 
Em matéria de sexualidade, vale realmente tudo -só depende de coordenadas como época, latitude e longitude. A variedade é tamanha que qualquer prática sexual precisa ser analisada diante de um contexto cultural, filosófico, histórico e econômico. "Não dá para transportar costumes de uma cultura para outra ou ignorar o período histórico. Na Grécia antiga, por exemplo, era costume o sábio transar com os meninos porque se acreditava que era uma forma de difundir seu conhecimento pelo sêmen. Hoje, essa prática é inaceitável", compara a psiquiatra Carmita Abdo, fundadora do Projeto Sexualidade da USP e do Museu do Sexo. Até por isso, antes de torcer o nariz para alguma preferência supostamente esquisita, é bom conhecer algumas peculiaridades sexuais espalhadas pelo mundo.
 
UMBIGO
Para os povos do arquipélago de Samoa (Pacífico Sul), é a parte mais excitante do corpo; não à toa, vive sempre coberto, embora o corpo permaneça quase nu. Já nas ilhas Célebes (Indonésia), o tesão está no joelho
 
BANGUELAS
Entre os nilotes (leste da África), quando chegam à puberdade, os meninos arrancam pelo menos dois dentes incisivos para ficar mais atraentes
 
FOFAS
Em Calabar (Nigéria) e nas ilhas MArquesas (Taiti), as mulheres obesas são as mais desejadas. As adolescentes ficam meses em "cabanas de engorda" para ganhar peso antes de serem oferecidas pela família para casamento
 
TUDO MENOS ISSO
Os esquimós das tribos copper e netsilik oferecem as mulheres como sinal de hospitalidade. Já entre os akhvakh, que vivem no sul da Rússia, o convidado "recebe" uma adolescente, com quem pode fazer todos os jogos sexuais, desde que o hímen permaneça intacto
 
CAÇA-FANTASMAS
Em Gana (África), as mulheres viúvas da tribo ashanti devem manter relações sexuais com um homem desconhecido para se libertar do espírito do falecido
 
FEITO À MÃO
Entre os antigos cossacos (da Ucrânia), sakha (Sibéria) e hopei (China), era costume os pais masturbarem os filhos para acalmá-los
 
PRÊMIO DE CONSOLAÇÃO
Os índios tucanos (Brasil) cultivavam o costume de "terceirizar" o rompimento do hímen das meninas. A honra era concedida a um ancião da aldeia -que, impotente, fazia o serviço com os dedos. Já os adolescentes tinham a primeira relação sexual com a própria mãe, na presença do pai
 
SEM TOQUE
Já entre os tikopias (Polinésia), é tabu o homem tocar seus próprios genitais ou os de sua parceira
 
MUNDO ANIMAL 1
Na tribo ijo (África), o rito de iniciação na vida adulta determinava que o adolescente copulasse com um carneiro na frente dos homens adultos. Entre os yorubas, também na África, o jovem caçador precisava transar com o primeiro antílope que matasse
 
MUNDO ANIMAL 2
Nas comunidades kajaba (Colômbia) e hopi (Arizona), a cópula com animais é incentivada entre os meninos para preservar as mulheres do grupo
 
BATGIRL
Em Botsuana, quanto maior os pequenos lábios vaginais, melhor. A partir da puberdade, eles são constantemente puxados para crescer. Outro recurso é matar um morcego, queimar-lhe as asas e passar as cinzas sobre cortes feitos em volta dos pequenos lábios -para que fiquem tão grandes quanto as asas do bicho
 
TRAÇÃO
E eles não ficam atrás: os homens da tribo caramoja (Uganda) amarram pesos no pênis para aumentar seu tamanho
 
CALANGO
Na tribo fang (Gabão), o homem deve manter relações sexuais com a mulher no primeiro dia após cessar o sangramento menstrual. A crença: em contato com o restante do sangue não expelido, o sêmen formará uma "criança-lagarto" que se dirigirá ao ventre da mulher.
 

 
25 perguntas sobre ejaculação precoce que você tem vergonha de fazer.
 
Pressa e prazer dificilmente dividem o mesmo lençol. Que o digam os 30% de homens do mundo inteiro que sofrem de ejaculação precoce. De olho neles, a indústria farmacêutica acena com mais uma pílula mágica: a dapoxetina, que está em fase final de avaliação pela FDA (agência que regula drogas e fármacos nos EUA). Se aprovada, essa nova droga, que é um antidepressivo de efeito de curto prazo (pode ser usado três horas antes da relação) poderá se transformar num blockbuster comparável ao Viagra --já que ainda não existe nenhum medicamento exclusivo para a ejaculação precoce.
 
"A ejaculação precoce é um problema de saúde pública", afirma a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Estudo da Vida Sexual do Brasileiro, realizado no ano passado pelo Projeto Sexualidade (ProSex), da USP. Na pesquisa, 25,8% dos brasileiros admitiram sofrer de ejaculação precoce. "Isso acaba com a auto-estima do homem e pode se transformar num problema de ereção".
 
A seguir, o Equilíbrio responde 25 questões depois de consultar urologistas, psicoterapeutas, ginecologistas e sexólogos.
 
1 - O que é ejaculação precoce?
É quando o homem chega ao ápice da relação --antes, durante ou logo após a penetração-- com o mínimo de estímulo sexual e sem ter desejado. Esse descontrole deve ser persistente, repetitivo e causar sofrimento acentuado ou dificuldade interpessoal. A disfunção sexual é descrita dessa forma no DSM 4, o manual de diagnósticos da Associação Psiquiátrica Americana.
 
2 - É possível estabelecer um tempo mínimo para atingir o orgasmo?
A sigla IELT (intravaginal ejaculation latency time) --que significa o tempo de permanência do pênis dentro na vagina, desde a entrada até a liberação do sêmen-- aparece em muitas pesquisas sobre o tema. Um estudo publicado em julho deste ano no "Journal of Sexual Medicine" chegou a um IELT médio de 5,4 minutos, depois de avaliar durante um mês a vida sexual de 500 casais de cinco países. Outros pesquisadores afirmam que ejacular antes de um minuto após a penetração é o que caracteriza uma ejaculação precoce. Mas em 1,5 minuto a disfunção seria somente "provável".
 
Após diversos estudos feitos nos anos 60 em um laboratório em San Francisco, no auge da revolução sexual, a dupla de pesquisadores norte-americanos Willian Masters e Virgínia Johnson, pioneiros da terapia sexual, chegou à conclusão que o ejaculador rápido é o homem que não consegue se controlar por um tempo suficiente para satisfazer sua companheira em pelo menos 50% dos atos sexuais. Se a parceira persistentemente não chega ao orgasmo por outras razões, que não a rapidez do processo, o conceito deixa de ser válido. Alguns anos depois, esse percentual foi elevado para 80%. "A contribuição de Masters e Johnson, em relação às teses do cronômetro, é justamente valorizar o potencial e o prazer da mulher. Porém, o tempo que a mulher leva para atingir orgasmo é muito variável. Até por razões de repressão cultural, a resposta sexual feminina foi sempre mais demorada: por volta de 10 a 15 minutos, segundo inúmeras pesquisas", afirma o urologista Moacir Costa no livro "Quando o Sexo É Mais Rápido que o Prazer" (ed. Prestígio, 152 págs., R$ 24,90), lançado nesta semana durante o 30º Congresso Brasileiro de Urologia, em Brasília.
 
3 - Existe diferença entre ejaculação rápida e precoce?
Não. São duas definições para o mesmo problema. Em 2002, um consenso internacional de disfunções sexuais realizado pela Issir (Sociedade Internacional para o Estudo da Sexualidade e da Impotência), em Paris, mudou a definição de "precoce" para "rápida". A psiquiatra Carmita Abdo, que participou do consenso, afirma que a mudança serviu para deixar a classificação mais objetiva na língua inglesa. "Em português, o termo precoce continua sendo mais apropriado", diz a psiquiatra.
 
4 - A mulher pode colaborar com o tratamento?
Claro. A intimidade só ajuda nessas horas. Uma mulher compreensiva e disposta a ajudar é fundamental no sucesso do tratamento. Se o ato sexual for encarado mais como uma troca de afeto e menos como uma corrida pelo orgasmo, as chances de melhorar o prazer aumentam. Mulheres competitivas e dominadoras, no entanto, tendem a agravar a situação.
 
5 - Existe cura para essa disfunção sexual?
Sim. Atualmente, o problema é tratado com psicoterapia, com farmacoterapia ou com uma combinação das duas. Há dois tipos de ejaculador precoce: o primário, que apresenta a disfunção desde o início da vida sexual, e o secundário, aquele que adquiriu o problema depois de ter tido relações satisfatórias por alguns anos. O tratamento medicamentoso nos casos secundários geralmente é mais eficiente que nos primários. Mas os especialistas afirmam que a combinação entre as duas terapias costuma ter mais sucesso.

6 - É possível tratar a ejaculação precoce com antidepressivos?
Antidepressivos em baixas doses são muito utilizados para tratar esse tipo de disfunção. Segundo o urologista Abraham Morgentaler, a idéia original dessa indicação surgiu depois de analisar um efeito adverso bem conhecido dos antidepressivos: retardar o orgasmo. "Alguém inteligente teve a boa idéia de usar isso para quem tinha orgasmo rápido demais", afirma Morgentaler. Atualmente, são utilizados principalmente os antidepressivos do tipo ISRS (inibidores seletivos de recaptação de serotonina), que apresentam menos efeitos adversos. Segundo a psiquiatra Carmita Abdo, os antidepressivos baixam a ansiedade, condensam as secreções e diminuem excitabilidade. É recomendado o uso combinado com a psicoterapia. O medicamento também contribui para que o paciente crie um vínculo maior com a terapia.

7 - Tomar remédios contra disfunção erétil, como Viagra, tem algum efeito?
Alguns médicos recorrem a esse tipo de medicação como parte do tratamento, principalmente nos chamados pacientes secundários --que passaram a gozar rápido depois de terem experimentado uma vida sexual estável. O mecanismo de ação dessa categoria de medicação (inibidores da enzimafosfodiesterase 5, PDE5) ajuda a relaxar as células musculares lisas e aumentar o fluxo sangüíneo para o pênis. E esse tipo de remédio diminui bastante o intervalo entre uma ereção e segunda --o chamado período refratário. Isso ajudaria a inverter o efeito "bola de neve": uma relação insatisfatória baixa a auto-estima e a confiança do homem, aumentando a ansiedade e a chance de fracasso na próxima relação. "O remédio pode reverter esse ciclo vicioso. pois age diretamente na auto-estima do homem", afirma o urologista Joaquim Claro, professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

8 - Qual a origem do problema?
As causas fisiológicas são extremamente raras e controversas, principalmente quando se fala em hipersensibilidade da glande ou alto reflexo ejaculatório. Portanto os fatores emocionais e de condicionamento é que são realmente considerados pelos especialistas. "É como aprender a chutar com a esquerda e a direita", afirma a ginecologista e terapeuta sexual Jaqueline Brendler, presidente da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana. Ela afirma que, durante o "aprendizado sexual", o homem pode acabar se condicionado a gozar rápido. A iniciação sexual também é alvo de discussão. Muitos homens têm suas primeiras transas com prostitutas (que muitas vezes aceleram o ritmo da relação para acabar logo) ou em situações periclitantes (dentro de um carro, na casa dos pais da namorada). "Antigamente, gozar rápido era sinal de virilidade. De meio século para cá, a partir do momento em que a mulher passou a ter seu papel na relação, esse conceito começou a mudar. Os homens passaram a ter de acompanhar o ritmo da parceira e se tornaram mais frágeis, vulneráveis", afirma a psiquiatra Carmita Abdo.
"Existem teorias ainda hipotéticas que apontam para predisposição genética e um distúrbio no receptor 5-HTT [responsável pela reabsorção da molécula de serotonina pelos neurônios]", afirma a psiquiatra. Muitos especialistas acreditam que, além de demonstrar pressa nas preliminares e antecipar a penetração, os "rapidinhos" também apresentam um grau de ansiedade elevado em outros setores da vida. E essa ansiedade é retroalimentada pela ejaculação precoce.

9 - Pensar na conta do banco ou no enterro do cachorro ajuda a retardar a ejaculação?
Não. Para poder desenvolver o autocontrole, o homem tem de se concentrar no sexo e no que está acontecendo com o seu corpo. Identificar os estágios do próprio tesão é o primeiro passo para poder controlar a ejaculação. "Tenho pacientes que falam para a mulher se mexer o mínimo possível e pensam em outra coisa. Mas isso cria uma ansiedade ainda maior para a relação", afirma o urologista Celso Marzano, diretor do Isexp (Instituo Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática). Segundo ele, o tratamento da terapia sexual exercita o autorelaxamento para que seja possível conhecer a própria resposta sexual.
 
10 - Uma ducha fria antes funciona?
Pode servir como forma de relaxamento, mas não tem efeito direto sobre o problema.
 
11 - Vale tomar um drinque para relaxar?
A questão é delicada. Como o álcool é depressor do sistema nervoso central, é preciso mais estímulos para chegar ao orgasmo, mas uma dose a mais pode comprometer a ereção e arruinar a noite. Além disso, muitos ejaculadores precoces acabam dependentes do álcool para ter relações sexuais.
 
12 - Qual o efeito de drogas como maconha ou cocaína?
Como o álcool, elas agem no sistema nervoso central, diminuindo a percepção erótica, e podem retardar a ejaculação nas primeiras vezes. Um erro na dosagem também pode causar a perda da ereção. Além disso, o uso abusivo dessas drogas, principalmente da cocaína, pode levar a uma disfunção erétil, além de causar outros problemas emocionais, físicos e sociais.
 
13 - A aplicação de gel anestésico no pênis tem efeito?
Não. Nenhum estudo científico com esses produtos mostrou resultado. Além disso, o gel pode inibir o prazer da mulher pela anestesia do clitóris.
 
14 - Anéis penianos vendidos em sex shops podem ser usados para retardar a ejaculação?
Esse tipo de recurso é altamente desaconselhado pelos especialistas. "Tem muita gente que se machuca com isso. É um perigo. Pode causar edema por vasoconstrição, levar a estreitamento da uretra e causar gangrena do pênis. Deveria ser proibido", afirma o urologista Joaquim Claro, da Unifesp.
 
15 - Existe algum treino físico para melhorar o controle sobre a ejaculação?
A técnica mais famosa é a chamada "start-stop" (começa-pára). O homem deve se masturbar e interromper os movimentos quando perceber que está prestes a gozar. Deve ficar parado até que sensação premonitória da ejaculação desapareça e depois reiniciar os movimentos. Dessa forma, o homem passa a reconhecer os sinais que antecedem o gozo. Também pode ser feito com a ajuda da parceira. Muitos ejaculadores precoces, no entanto, têm um bom controle no momento da masturbação, mas, na hora da penetração, perdem a cabeça.
Algumas posições da ioga também são úteis. Exercícios de respiração ajudam no relaxamento e no controle emocional, diminuindo os batimentos cardíacos. Há uma exercício próprio para treinar esse tipo de controle chamado "mulabanda", que consiste na contração e relaxamento dos esfíncters. É preciso fazer uma pressão como se a pessoa precisasse muito ir ao banheiro. Isso fortalece os músculos que fecham o ânus e a uretra, importantes no controle da ejaculação.
 
16 - Segurar a vontade de urinar e controlar o jato de urina pode ajudar?
Saber controlar o jato de urina ajuda a fortalecer a musculatura envolvida no ato sexual, mas não resolve o problema e transar com a bexiga cheia gera apenas desconforto. "Na índia, há uma infinidade de técnicas. Uma delas é entrecortar o jato de urina várias vezes", afirma o professor de ioga e biólogo Anderson Allegro.

17 - Jovens ejaculam mais rápido?
Por conta da falta de experiência, é normal que pessoas mais novas tenham menos controle desenvolvido, um nível maior de ansiedade em relação ao ato e a confiança reduzida quanto ao desempenho sexual. Quando o comportamento se prolonga por dois ou três anos com prática regular (de duas ou três vezes por mês) sem haver melhora na performance, é aconselhável uma avaliação terapêutica.

18 - Existe diferença entre orgasmo e ejaculação para o homem?
Fisiologicamente os dois devem coincidir, mas existem casos em que a ejaculação precede orgasmo e vice-versa. Não são sinônimos: orgasmo é o prazer máximo do ato sexual e ejaculação é a saída de sêmen pela uretra peniana.

19 - Existe alguma posição sexual que favoreça ou não o controle da ejaculação?
Não há uma regra, mas facilita se a relação começar pela posição que seja menos excitante para o homem. Muitos especialistas defendem que a posição "papai mamãe" (o homem sobre a mulher) é a pior para os "rapidinhos" por dois motivos: possibilita contato maior dos corpos e é a posição mais comum, a que o homem já está mais habituado. A necessidade de mudar o "script" também é fundamental no trabalho de descondicionamento sexual. A mulher por cima, deixando os movimentos somente com o parceiro, é uma das primeiras indicadas nas terapias sexuais.

20 - É possível fazer uma cirurgia para diminuir a sensibilidade do pênis?
Essa prática é totalmente condenada pela Sociedade Brasileira de Urologia. Não existe nenhuma comprovação científica dos resultados desse tipo de cirurgia. Chamada de neurotomia, consiste na secção e/ ou cauterização dos nervos penianos. O objetivo é reduzir a sensibilidade da glande como forma de controle da ejaculação, mas pode levar a um quadro parcial ou definitivo de falhas de ereção, dependendo da extensão da lesão nervosa.

21 - Injeções no pênis para melhorar a ereção são recomendadas?
Não. Algumas clínicas vendem a idéia falsa de que injeções de substâncias como a protaglandina e papaverina, aplicadas diretamente no pênis, podem resolver o problema da ejaculação rápida. "Não confie em nenhuma dessas soluções rápidas e milagrosas", afirma o urologista Moacir Costa.
 
22 - A ejaculação representa o fim da relação sexual?
"Para os inteligentes, não", afirma a ginecologista Jaqueline Brendler. "Mesmo depois da ejaculação, se o movimento sexual continuar, a mulher pode chegar ao orgasmo em questões de segundos."
 
23 - O uso de preservativos ajuda ou atrapalha?
É relativo. Alguns ejaculadores precoces acreditam que a camisinha diminui a sensibilidade e, dessa forma, dá mais chances de segurar os impulsos --há quem use dois preservativos. Outros acham que a parada para a colocação do preservativo é o que atrapalha. Na pesquisa com 500 casais citada na primeira pergunta, o uso ou não de preservativos não teve influência nos resultados do tempo de permanência intravaginal sem ejacular.
 
24 - Existe relação entre diabetes e ejaculação precoce?
Não. Após muitos anos de doença sem tratamento adequado, diabéticos podem apresentar comprometimento da enervação peniana, que interfere no mecanismo de ereção.
 
25 - Se masturbar antes de sair com a garota resolve?
Essa técnica é muito difundida entre os "rapidinhos", principalmente entre os mais jovens --já virou até cena de filme de Hollywood, na comédia "Quem vai ficar com Mary?", dos irmãos Farrelly. A idéia de acalmar os ânimos antes do encontro pode ter algum sucesso momentaneamente, mas pode levar para um agravamento do quadro. Deve ser encarada somente como paliativo.
 
Fonte. MARCOS DÁVILA
da Folha de S.Paulo
 

 
Elas adoram sex shop.
 
Invadimos lojas em São Paulo exclusivas para o sexo feminino. E descobrimos quais "brinquedinhos" elas adoram usar sozinhas e na companhia do parceiro ou até da parceira. Mulheres contam por que gostam cada vez mais desses lugares e de objetos de prazer.
 
 
Elas são intimidadoras. Só de olhar para seus rostos pintados e suas bocas eternamente abertas, as bonecas infláveis assustam mulheres de carne e osso. Estão sempre disponíveis, não têm TPM e topam mesmo qualquer coisa sem arrependimento nenhum mais tarde. Elas estão banidas, entretanto, do papel de hostess de látex das versões femininas de sex shops. Sua pose de sexo explícito não combina em nada com a atmosfera das lojas de sexo de luxo, refinadas e glamourosas, dedicadas ao prazer das mulheres. Não há muitas delas espalhadas por aí. As que existem atendem a um mandamento comum, discrição e anonimato. Assim é o clima de pontos já tradicionais de São Paulo, como a Clube Chocolate, a Maison Z, a Fetiche, da Doc Dog e a Revelateurs. Em todas, com maior ou menor grau de sofisticação, tudo é exibido de uma maneira elegante. São lugares em que a maioria das clientes é mulher. Fomos conhecê-los.
 
NO “CLUBE DAS MENINAS”, o conceito de discrição é tão levado a sério que a área é reservada exclusivamente ao vaivém de mulheres. Se um homem quer comprar um objeto qualquer, uma das vendedoras vai buscá-lo nesta área restrita e mostra o produto ao possível comprador. Se ele consolida a compra, o objeto chega ao caixa central da loja já embalado e sem vestígios indiscretos. Nas outras, a presenças dos homens é bem-vinda. Um levantamento informal mostra que eles ainda são a maioria nessas dependências. Seja para encontrar presentes especiais (que na verdade vão usar para seu próprio deleite), seja para ver quem são as tais que andam por ali, ou simplesmente porque são lojas muito bonitas. As sex shops de luxo emprestam aos objetos um certo ar de respeitabilidade, que facilita a convencer namoradas, esposas, noivas ou ficantes a usar o presente. Num universo em que ainda existe um certo incômodo em falar sobre o assunto, encontramos mulheres, de carne e osso, que contaram as mais picantes experiências que tiveram a partir de visitas a uma sex shop.
 
SÓ PARA OLHAR
“Toda sex shop por que passo eu entro. Vivi um tempo em Londres, lá tem muitas. Mas eu observei que as de lá são mais voltadas para o fetiche, essa coisa da roupa, da fantasia. Gosto de entrar e ver as roupas. Acho legal essa história de criar um ambiente. Uma vez eu vi um vibrador que tinha um material muito parecido com a pele e com uma mobilidade bem interessante também. Eles estão melhorando cada vez mais. Gosto de observar apenas. O único item que uso, comprado nessas lojas, é o óleo que aquece a região em que é passado. Dá uma sensação boa, diria que provocadora, pois é como se fosse uma tortura, no bom sentido, claro. O gel causa um efeito que vai acontecendo aos poucos e provoca um tesão prolongado. Vale lembrar também o aroma de frutas, que torna a brincadeira bem mais interessante.”
Paula Leão, 25, publicitária
 
GOOD VIBRATIONS
POR QUE AS MULHERES PRECISAM E DEVEM USAR VIBRADORES

Fui a uma seção de estética geral. Surgiu uma conversa picante com a massagista. Ela dizia que usava vibrador com o marido. O cara aparecia com o aparelhinho, para uma festinha a dois. Mas pensa que ele a deixava se divertir sozinha com o tal vibrador? De jeito nenhum. Pra ele, era uma traição mortal. Mas como assim? Homem deveria incentivar o uso da masturbação, com ou sem vibrador. É bom pra ela e pra ele.
• Vibrador facilita na hora da masturbação. É um jeito de ela entender seu corpo, seu orgasmo. Tudo melhora na hora da transa.
• Uma boa dica é você mesmo ensinar a ela como se faz para usar, ou fazer o serviço com as próprias mãos. Posicione levemente a cabeça do vibrador em ambos os lados do clitóris, usando uma pressão suave. Dirija-se pelas sensações do corpo dela. Experimente usá-lo durante a transa.
• Use a opção do vibrador a dois para dar aquela variada básica.
• Um vibrador nunca irá substituir o calor humano. Homens ciumentos, deixem que elas o usem em paz. Só vai ajudar. (Camila Dourado)
 
Fonte. Revista UM - Universo Masculino.
 

 
Confira os 10 erros sexuais que as mulheres não devem cometer.
 
Mesmo sendo uma expert quando o assunto é sexo, você pode cometer muitos erros na "hora H". Entre eles, há alguns que podem apagar a chama da paixão para sempre. Por isso, melhor evitá-los.
Não é verdade que só as mulheres são sensíveis durante e depois do sexo, eles também ficam irritados em certos dias e podem interpretar de forma errada algo que você disse ou fez durante a relação sexual. Críticas, mau humor, falta de carinho, atuar como se ele fosse um escravo sexual são coisas que podem funcionar para uma ou outra fantasia, mas não a todo tempo.
 
Saiba como agir para evitar os dez maiores erros na cama.
 
Não critique seu físico
Você gostaria que alguém comentasse sobre suas gordurinhas extras durante o sexo? Eles também não. É importante aceitar o outro como ele é, sem destacar a todo momento os seus defeitos. Além de se sentir incomodado, essa atitude cortará toda a inspiração do momento.
 
Não critique suas partes "íntimas"
Sabemos que a "parte sexual masculina" é um drama para todos os homens. Se for maior, menor, mais duro ou não que o do seu parceiro anterior, não há motivos para discutir sobre isso. Muitos homens sofrem de insegurança e a crítica é motivo suficiente para que eles não queiram ter mais nenhum tipo de intimidade com você.
 
Não o compare
É fato que ao encontrar um parceiro novo, as comparações começam a brotar na sua cabeça. Você pensa no que o outro fazia melhor e em quais pontos o atual vence. A verdade é que nenhum homem é perfeito na arte do sexo e muito menos um é igual ao outro. Enquanto essas comparações existirem, você não estará totalmente entregue ao parceiro. Lembre-se: eles sempre querem ser os únicos e melhores.
 
Não divulgue sua lista
É ótimo ter tido diversos parceiros antes de encontrar a alma gêmea, pois dessa forma você pôde acumular conhecimento na área. Mas evite comentar sobre seu extenso prontuário. Ele não se sentirá bem ao saber da história de sua vida sexual. Além do mais, o atual pode se questionar se está a altura dos anteriores.
 
Diga não a passividade
É verdade que eles gostam de ter o controle, mas, às vezes, os homens preferem que as parceiras tomem a iniciativa. Eles gostam de receber e não só de atuar. Por isso, ser sempre a passiva no jogo amoroso pode levar a relação à rotina e deixar o sexo um pouco entediante.
 
Mantenha a intimidade
Eles odeiam saber que você conta nos mínimos detalhes para suas amigas o que acontece nas relações sexuais, sejam as peripécias ou os fracassos. Você pode relatar seus sentimentos e briguinhas bobas, mas jamais o que ocorre entre quatro paredes. Caso isso ocorra, ele se sentirá traído.
 
Lembre-se: ele não é seu empregado
Há momentos em que eles ficam encantados em ser seu escravo sexual. Mas antes de tomar essa atitude, confirme se esta é uma vontade do seu parceiro. Primeiro sugira ou tome essa atitude se ele pedir. Os homens também se preocupam em saber quais são as preferências das mulheres, ainda que não reconheçam, eles vêem o sexo como algo que vai além de um ato de meramente carnal.
 
Ele não é de ferro
Não é porque ele é homem que passa a maior parte do tempo pensando em sexo. Há situações que podem incomodá-lo, como ter relações quando você está naquele período crítico do mês. Não o obrigue a fazer algo que não queira.
 
Dê um respiro
Talvez você possa recuperar o fôlego rapidamente depois de um orgasmo, mas com eles não é bem assim. Depois da ejaculação, o membro masculino se relaxa e é necessário um tempo para que volte a se ativar. Por isso, nem tente excitá-lo logo após o ápice da relação, esse pode ser um momento um pouco desagradável.
 
Pare de se mover
Quando eles chegam ao orgasmo, a glande fica extremamente sensível, por isso, continuar se movimentando pode gerar dor. Tente permanecer imóvel por alguns instantes.
 
Fonte - Terra Colombia
 

 
Você acha que datas especiais merecem comemorações eróticas?
 
Um bom presente não deve ser necessariamente algo material. Um sexo diferente agrada aos homens mais que qualquer outra coisa nesse mundo. Selecionamos dicas que irão transformar todas as datas em momentos pra lá de especiais.
 
- Despertar erótico
Chegou o dia tão esperado e você tem duas alternativas para começá-lo bem: o acorda completamente nua ou aproveita para fazer massagens em suas partes "mais sensíveis". Não tenha dúvidas que ele irá entender de imediato o que deseja.
 
- Banho de relaxamento
Depois de uma dose de ação logo pela manhã, nada melhor que um banho. Mas para que não seja apenas mais um, é aconselhável que você prepare o terreno antes. Use óleos para massagens, muita espuma e uma esponja bem macia.
 
- Café da manhã caliente
Enquanto ele se arruma para o trabalho, prepare um rico e energizante café da manhã. Sente-se bem diante dele apenas com uma camisola sensual. Se insinue enquanto ele come. Pode ter certeza que ele ficará excitado.
 
- Um atraso justificado
Com tanta provocação, não será difícil fazê-lo se atrasar um pouquinho para seus compromissos. Ele estará com tanto tesão que não pensará nem um segundo sobre o que fazer. Aproveite, afinal, um sexo apaixonante atrás da porta de sua casa não se tem todos os dias.
 
- Mensagens safadas
Assim que a tarde chegar, escreva de forma discreta ou descaradamente mensagens onde você explica o que pretende fazer com ele quando reencontrá-lo.
 
- Transa de luxo
Uma escapadinha para o motel não faz mal a ninguém, ainda mais em uma data especial. E não espere que ele tome a iniciativa. Surpreenda. Faça você o convite. Prefira os quartos que tenham decoração temática, assim é ainda mais fácil fugir da rotina.
 
- Rapidinha de impacto
Se você não tem tempo ou falta dinheiro para passar algumas horas no motel, pode optar por uma rapidinha improvisada no primeiro lugar que passar na cabeça de vocês. O banheiro de algum restaurante, o carro estacionado em um local escuro, dentro de um closet. Enfim, qualquer lugar é ideal para matar a sua sede por sexo.
 
- Jantar afrodisíaco
Já em casa, prepare um jantar afrodisíaco. Mas cuidado para não escolher uma comida muito pesada. E, além da refeição, brinque com ele o tempo todo. Use seus pés para fazer carinhos por baixo da mesa, solte olhares sugestivos e, logo depois da sobremesa, retire-o para dançar. Apague as luzes, acenda uma vela, sussurre no ouvido dele o que deseja e o resto é por conta dele.
 
- Surpresa erótica
Para fechar o dia com chave de ouro, realize uma de suas fantasias sexuais. Vale tudo, desde que o objetivo principal seja o prazer. Fazer sexo no telhado, fingir que são desconhecidos, brincar de professor e aluna... Use a sua imaginação e realize os desejos do parceiro. Esse tipo de atitude será, com certeza, o melhor presente da vida dele.
 
Fonte - Terra México
 

 
Dúvidas mais freqüentes sobre SEXO ANAL.
 
1 - Quais os cuidados que devem ser tomados?
É preciso ter cuidado para evitar que o pênis transporte bactérias que habitam o ânus para a vagina. Ou seja, a camisinha deve ser usada sempre e trocada a cada vez. Jamais passe da penetração anal para a vaginal sem antes trocar o preservativo. Do contrário, as bactérias que sobrevivem no ânus sem causar danos à saúde podem provocar infecções sérias. A limpeza interna do ânus não é necessária - apenas os cuidados higiênicos normais, como manter-se limpo após evacuar e tomar banho diariamente.
 
2 - Sexo anal faz mal à saúde?
Não, desde que sejam respeitadas algumas “regras” de conforto. O sexo anal deve ser feito com muita lubrificação, já que não há umidade natural. Pode-se usar um gel a base de água, que se encontra em farmácia.
Convém destacar que o uso da camisinha é fundamental também para evitar doenças sexualmente transmissíveis, já que o sexo anal é considerado um dos principais meios de contágio, pois a prática provoca microcortes que são portas de entrada para vírus e bactérias. Esses microcortes cicatrizam-se naturalmente em poucos dias.
 
3 - Sexo anal provoca hemorróidas? E em quem já sofre do problema, a penetração anal pode agravar a situação?
Não, a prática do sexo anal não causa o aparecimento de hemorróidas. A hemorróida é a dilatação de uma veia da região anal e, se o sexo anal for feito no período da inflamação, causará muita dor e pode agravar o quadro. Mas em outros momentos, quando não há inflamação, pode ser praticado sem problemas.
 
4 - Há algum jeito de doer menos?
Quanto mais relaxada a pessoa estiver, menor é a probabilidade de haver dor. Isso vai depender, também, da delicadeza do parceiro ao penetrar. Uma técnica de relaxamento bastante eficiente consiste em estender as carícias preliminares à região anal. Beijos, toques suaves e, depois, a introdução de um dedo, apenas. Devagar e sem pressa. Pode-se introduzir um, depois dois ou três dedos - sempre com suavidade e observando se o parceiro está confortável. Depois disso, vem a penetração do pênis. As carícias ajudam a relaxar e a introdução do dedo faz com que o esfíncter (músculo que circunda a entrada do ânus) se contraia e, nos instantes seguintes, relaxe.
Outro fator fundamental é a lubrificação. O ânus, ao contrário da vagina, não possui lubrificação natural e não fica "molhado" à medida que a pessoa se excita. Portanto, é necessário utilizar um gel lubrificante à base de água, pois eles podem ser usados com a camisinha, sem danificá-la.
 
5 - É correto o uso de produtos que anestesiem o local?
Anestésicos são indicados nesse caso. Para não sentir dor, os sex shops possuem alguns géis anéstésicos muito bons para sexo anal que trazem leves doses de substâncias anestésicas em sua composição. Anestesiado, você sentirá menos dor, e isso aumentará o seu prazer.
 
6 - Qual posição facilita a penetração?
O ideal é escolher a posição em que a pessoa se sinta mais confortável e relaxada. De joelhos apoiada nos braços, a tradicional "de quatro" (de joelhos, com os braços esticados e as mãos apoiadas na cama), deitada de bruços com travesseiros ou almofadas sob a barriga para levantar a parte inferior do corpo. Tudo depende da combinação entre os parceiros.
 
7 - É possível chegar ao orgasmo com sexo anal?
Claro que sim. A região anal é cheia de terminações nervosas e muito sensível aos toques eróticos. Qualquer tipo de carícia no ânus pode ser extremamente prazerosa. Mas isso se a pessoa estiver excitada e relaxada, fator fundamental para que a penetração não seja dolorosa.
 
8 - Sexo anal engravida?
Sexo anal não engravida. O esperma não consegue atingir os ovários tendo como porta de entrada o ânus. Não há ligação. O esperma só engravida quando entra no corpo pela vagina.
 
9 - Há risco de o preservativo romper?
Sim. No sexo anal não existe a mesma lubrificação que ocorre na penetração vaginal. Como o atrito é maior, é também maior a possibilidade de ruptura do preservativo. Por isso, insiste-se no uso de lubrificantes à base de água, vendido em farmácias. Por ser à base de água, eles não danificam a camisinha e cumprem a função de facilitar a penetração.
 
10 - Para quem é mais prazeroso o sexo anal: homem ou mulher?
Pode ser igualmente prazeroso para os dois. No caso das mulheres, o parceiro ou ela mesma pode estimular o clitóris simultaneamente à penetração anal para aumentar o prazer.
 
11 - Não sei se quero, mas meu parceiro insiste. O que eu faço?
Fazer algo que não quer só para agradar o parceiro está longe de ser uma boa idéia. Não há como sentir prazer dessa maneira. Se você está em dúvida e tem medo de experimentar, é diferente.
 
12 - Morro de medo, mas meu namorado insiste. Como eu faço para relaxar?
O primeiro passo é verificar se há uma cumplicidade entre o parceiro e você. Ele precisa ir devagar, com calma e paciência. E tem de estar disposto a parar assim que você pedir, caso você desista.
 
13 - Adoro sexo anal, mas minha mulher sempre evita. O que eu devo fazer?
Para a mulher aceitar o sexo anal, ela precisa estar disposta a iniciar essa prática. Para melhorar essa relação, comece apenas com a introdução de um dedo e pare, não fique mexendo. Faça isso até que ela se acostume com a sensação. Alguns dias depois, tente com dois dedos, mas sem fazer movimentos. Quando ela se sentir mais segura, você pode tentar introduzir o pênis.
 
14 - Acho sexo anal imoral. É mesmo?
Não. Isso é mito. Sexo anal é alvo de inúmeros preconceitos e de diversas críticas, quase todas sem razão. Muitas mulheres e também muitos homens sentem prazer no contato com o ânus, mas isso freqüentemente desperta sentimento de culpa ou a sensação de estar fazendo algo errado. Não é errado. Se você deseja fazer, não há porque sentir culpa ou medo.
 
15 - Qual a melhor forma de dizer não?
Simplesmente dizendo. Isso mesmo. É deste jeito, com todas as letras: "não quero". Isso vale para qualquer coisa na cama. Quando a gente não está a fim, a melhor saída é abrir o jogo e estabelecer limites. E a maneira mais indicada para fazer isso é falar clara e abertamente sobre o assunto.
Atendimento ao cliente

Segunda à Sexta

Das 10:00 hrs até 19:00 hrs

 

Aos Sábados

Das 10:00 hrs até 16:00 hrs

Comentários de clientes
Formas de pagamento
Os mais vendidos
De R$ 39,90
por R$ 24,90
(economia de R$ 15,00)
De R$ 102,90
por R$ 99,90
(economia de R$ 3,00)
Por R$ 59,90
De R$ 42,90
por R$ 39,90
(economia de R$ 3,00)
Por R$ 69,90
Marcas

Formas de Pagamento

 

Dúvidas: Cadastro | Empresa | Como comprar | Pagamento e envio | Segurança | FAQ | Dicas | Revenda | Fale conosco | Compre pelo telefone (11) 4403-7946

Em caso de divergência de preços no site, o valor válido é o do Carrinho de Compras © Copyright 2001-2017